São Paulo F.C



85 anos do primeiro título do São Paulo!

Com direito a goleada na casa do rival, Tricolor venceu o Campeonato Paulista de 1931 em 10 de janeiro de 1932

O recém-criado São Paulo Futebol Clube - fundado no dia 25 de janeiro de 1930 - não havia completado ainda dois anos de existência quando, em 10 de janeiro de 1932, conquistou o primeiro título oficial da história da associação: o Campeonato Paulista de 1931. A conquista, obtida com a goleada de 4 a 1 na casa do rival Corinthians (o Parque São Jorge), ficou para a posteridade como a principal vitória do time de Friedenreich, Luizinho, Araken, Armandinho e companhia, que, até aquela data, havia sido também vice-campeão estadual na edição anterior, de estreia. Tais resultados renderam a esse time o apelido de Esquadrão de Aço.

Apesar da partida decisiva ter sido realizada contra o time alvinegro da Capital, o Corinthians foi apenas o sexto colocado na classificação final do Paulista de 1931. O título, na verdade, foi conseguido em disputa acirrada com os outros dois rivais do estado: o Palestra Itália e o Santos, que terminaram dois pontos atrás do Tricolor na tabela (o equivalente a uma vitória de diferença, na época). 

O Palestra Itália liderou o certame por praticamente todo o torneio até a 20ª rodada (faltando seis para o fim). Quando, então na 21ª rodada, foi goleado impiedosamente pelo Tricolor por 4 a 0, na Chácara da Floresta - Esta goleada foi um trauma tão grande para os palestrinos que eles juraram retribuí-la, até que em 1939 o São Paulo aplicou a maior goleada da história do Choque-Rei: um 6 a 0, e aí deixaram isso de lado -. Com o resultado, houve um empate tríplice no primeiro lugar do campeonato: São Paulo, Santos e Palestra no topo, com 35 pontos. 

A derrota frente ao Tricolor baqueou muito os palestrinos, que na rodada seguinte perderam para o Santos em casa, por 2 a 1. Desde então, até a penúltima rodada (25ª), somente São Paulo e Santos disputaram a liderança do Paulistão. Nesta penúltima rodada, Santos e São Paulo detinham 41 pontos, dois a mais que o terceiro colocado, o Palestra Itália. Mas o Santos tropeçou e empatou com a Portuguesa, em 2 a 2, fora de casa, enquanto o Tricolor venceu o Sírio, na Floresta e o Palestra venceu o Germânia, por 5 a 2, no Parque Antártica. 

Assim, antes da realização da última rodada, o Tricolor liderava com somente um ponto à frente do Santos e dois à frente do Palestra. Caso o time praiano vencesse o Juventus, fora de casa, o São Paulo perderia o título se fosse derrotado pelo Corinthians nos domínios dele. Se o Majestoso acabasse empatado, nesta situação, haveria jogo extra decisivo contra os santistas. Ao Palestra cabia torcer contra os outros dois times, vencer o América da Capital (apesar do mando do jogo ser do América, a partida foi disputada no Parque Antárctica), e esperar o extra contra o clube da Floresta.

Contudo, o Santos somente empatou com o Juventus em 1 a 1 e a vitória do Palestra por 6 a 3 sobre o América foi inútil, graças a atuação de Friedenreich, Araken e Armandinho, que marcou duas vezes na goleada de 4 a 1 sobre o Corinthians no Parque São Jorge. O placar garantiu o primeiro título são-paulino na história e coroou uma geração que amou tanto o Tricolor que, mesmo após os infortúnios de 1935, regressou ao time nos anos seguintes para ajudar o São Paulo a se reestabelecer como um grande clube do futebol brasileiro (foi o caso de Luizinho, Araken, Armandinho e outros). 

 

O JOGO DECISIVO

10.01.1932
São Paulo (SP)
Estádio do Parque São Jorge (Parque São Jorge)

Sport Club CORINTHIANS Paulista 1 X 4 SÃO PAULO Futebol Clube

SCCP: Onça; Grané e Juvenal; Parras, Oswaldo e Munhoz; Filhote, Tony, Gambá, Bertoni e Guimarães. Técnico: José de Carlo.
Gols: Guimarães, 2/2

SPFC: Joãozinho; Clodô e Barthô; Milton, Bino e Sasso; Luizinho, Armandinho, Friedenreich, Araken Patusca e Junqueirinha. Técnico: Rubens Salles.
Gols: Armandinho, 4/1; Armandinho, 27/1; Friedenreich, 37/1; Araken Patusca, 19/2

Árbitro: Virgilio Friedrighi
Renda: Réis 51:998$000
Público: 20.222 pagantes

 

A CAMPANHA

Fase única – Turno
29.03.1931 – 2 X 2 – SANTOS Futebol Clube (SP)
12.04.1931 – 3 X 1 – Sport Club INTERNACIONAL (São Paulo – SP)
01.05.1931 – 2 X 3 – Società Sportiva PALESTRA ITALIA (SP)
10.05.1931 – 2 X 2 – GUARANI Futebol Clube (SP)
16.05.1931 – 4 X 1 – Sport Club GERMÂNIA (SP)
24.05.1931 – 4 X 2 – Associação Athletica SÃO BENTO (São Paulo – SP)
31.05.1931 – 3 X 1 – Clube Atlético JUVENTUS (SP)
07.06.1931 – 2 X 0 – Clube Atlético YPIRANGA (SP)
14.06.1931 – 3 X 3 – Clube ATLÉTICO SANTISTA (SP)
21.06.1931 – 8 X 1 – Club Sportivo AMÉRICA (São Paulo – SP)
28.06.1931 – 2 X 2 – Sport Club CORINTHIANS Paulista (SP)
20.09.1931 – 5 X 1 – Sport Club SÍRIO (SP)
27.09.1931 – 2 X 1 – Associação PORTUGUESA de Esportes (SP)

Fase única – Returno
18.10.1931 – 6 X 0 – Clube Atlético YPIRANGA (SP)
25.10.1931 – 4 X 2 – SANTOS Futebol Clube (SP)
31.10.1931 – 2 X 0 – Sport Club INTERNACIONAL (São Paulo – SP)
08.11.1931 – 7 X 0 – Club Sportivo AMÉRICA (São Paulo – SP)
15.11.1931 – 3 X 1 – Associação PORTUGUESA de Esportes (SP)
22.11.1931 – 8 X 1 – Clube Atlético JUVENTUS (SP)
29.11.1931 – 1 X 1 – Clube ATLÉTICO SANTISTA (SP)
06.12.1931 – 4 X 0 – Società Sportiva PALESTRA ITALIA (SP)
13.12.1931 – 2 X 0 – GUARANI Futebol Clube (SP)
20.12.1931 – 3 X 1 – Sport Club GERMÂNIA (SP)
27.12.1931 – 4 X 2 – Associação Athletica SÃO BENTO (São Paulo – SP)
03.01.1932 – 2 X 1 – Sport Club SÍRIO (SP)
10.01.1932 – 4 X 1 – Sport Club CORINTHIANS Paulista (SP)

 

A CLASSIFICAÇÃO FINAL

C. Clubes PG J V E D GP GC SG P3 %PG MGP MGC
São Paulo FC 45 26 20 5 1 92 31 61 65 83,3 3,5 1,2
SS Palestra Itália 43 26 21 1 4 84 35 49 64 82,1 3,2 1,3
Santos FC 43 26 19 5 2 80 28 52 62 79,5 3,1 1,1
C Atlético Santista 35 26 14 7 5 66 44 22 49 62,8 2,5 1,7
A Portuguesa E 32 26 14 4 8 55 35 20 46 59,0 2,1 1,3
SC Corinthians P 29 26 10 9 7 66 48 18 39 50,0 2,5 1,8
Guarani FC 26 26 11 4 11 54 49 5 37 47,4 2,1 1,9
CA Juventus 23 26 10 3 13 47 64 -17 33 42,3 1,8 2,5
SC Sírio 22 26 10 2 14 60 56 4 32 41,0 2,3 2,2
10º SC Internacional 20 26 7 6 13 36 51 -15 27 34,6 1,4 2,0
11º AA São Bento (SP) 13 26 4 5 17 45 75 -30 17 21,8 1,7 2,9
12º CS América (SP) 12 26 5 2 19 33 95 -62 17 21,8 1,3 3,7
13º CA Ypiranga 11 26 4 3 19 31 82 -51 15 19,2 1,2 3,2
14º SC Germânia 10 26 4 2 20 35 91 -56 14 17,9 1,3 3,5

 

OS CAMPEÕES

Jogador P J V E D GM GS %PG MM MS
Barthô (Bartholomeu Vicente Gugani) DF 26 20 5 1 1 0 83,33 0,04 0,00
Clodô (Clodoaldo Caldeira) DF 26 20 5 1 0 0 83,33 0,00 0,00
Friedenreich (Arthur Friedenreich) AT 26 20 5 1 32 0 83,33 1,23 0,00
Luizinho (Luiz Mesquita de Oliveira) AT 26 20 5 1 15 1 83,33 0,58 0,04
Milton (Milton Aguiar) LM 26 20 5 1 1 0 83,33 0,04 0,00
Bino (Albino de Oliveira) LM 26 20 5 1 0 0 83,33 0,00 0,00
Araken (Araken Abraham P. da Silveira) AT 24 19 4 1 16 0 84,72 0,67 0,00
Joãozinho (João Dedivitz) GL 23 19 4 0 0 24 88,41 0,00 1,04
Armandinho (Armando dos Santos) AT 20 15 4 1 15 0 81,67 0,75 0,00
Siriri (José de Andrade Torres) AT 17 12 4 1 6 0 78,43 0,35 0,00
Junqueirinha (Fausto de Andrade Junqueira) AT 12 11 1 0 3 0 94,44 0,25 0,00
Emílio Armiñana (Emílio Armiñana) LM 11 6 4 1 1 0 66,67 0,09 0,00
Fábio (Fábio Villalva) LM 11 10 1 0 1 0 93,94 0,09 0,00
Nestor (Nestor de Almeida) GL 3 1 1 1 0 5 44,44 0,00 1,67
Biba (João Baptista de Mello) AT 3 2 1 0 0 0 77,78 0,00 0,00
Alves (Luiz Ramalho Alves) LM 2 2 0 0 0 0 100,0 0,00 0,00
Álvaro (Álvaro Souza Machado) AT 2 1 1 0 0 0 66,67 0,00 0,00
Sasso (João Sasso) LM 2 2 0 0 0 0 100,0 0,00 0,00
 
 
CENAS DE ALGUNS JOGOS DO TRICOLOR
 
paulista1931.gif